Só é vencido quem desiste de lutar

03
Dez 13

É consensual que a melhoria das qualificações das populações constituem um factor decisivo para o aumento da competitividade das Regiões, para o desenvolvimento económico e social do País e consequentemente para a qualidade de vida das pessoas.

As prioridades desenhadas no novo quadro Portugal 2020, estão aí para o confirmar!

Para tal, é fundamental criar condições para a fixação de competências técnicas qualificadas nos territórios de baixa densidade, de modo a capacitar o tecido empresarial e estimular o empreendedorismo de base local, para valorização do seu potencial endógeno, processo facilitado por uma ligação intensa e próxima ao Ensino Superior.

Foi isto mesmo que concluiu o Congresso da Beira Serra, ao considerar de extrema importância a criação de redes de conhecimento que integrem os parceiros locais, nas quais a ESTGOH, se apresenta como o centro de excelência de inovação e qualificação de um vasto Território com reconhecido potencial de desenvolvimento.

 A existência de um estabelecimento de Ensino Superior próximo das populações facilita o seu acesso às fontes do conhecimento, sobretudo dos que, em época de austeridade, não têm condições económicas, pelo que é do superior interesse da Região da Beira Serra criar de um “cordão” de protecção à ESTGOH, constituído por cidadãos, tecido económico e social e Autarquias, demonstrando a sua relevância para a promoção da coesão territorial e social desta Região de Interior.

Para a implantação alargada desta Escola do IPC no contexto da Beira Serra é essencial que, desde já, sejam garantidas todas as condições que a tornem atractiva, aumentando a capacidade de acolhimento de alunos e professores, através da dinamização cursos em áreas que respondam às necessidades deste Território e às perspectivas criadas com a estratégia de desenvolvimento a implementar nos próximos anos.

Pela importância que o assunto merece, a criação de um “lobby” regional – que vai ganhando forma - em torno na defesa deste projecto, confere-lhe a dimensão e a escala que, por certo, justificará a consolidação deste objectivo colectivo, na medida em que está em causa o futuro dos nossos jovens e consequentemente de toda a Beira Serra.

O reforço e a valorização inequívoca da ESTGOH na Beira Serra, é também um importante desafio e teste à solidariedade territorial da nova CIM Região de Coimbra, que assim tem a possibilidade, e a responsabilidade, de demonstrar que está disponível para construir uma Região mais forte, mais coesa, mais competitiva, baseada na descentralização dos serviços, onde todos devem desempenhar o seu lugar, não em concorrência, mas em complementaridade.

 

Publicado no Diário de Coimbra de 03.12.2013

 

publicado por miguelventura às 20:00
 O que é? |  O que é? | favorito

Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Acessos

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO