Só é vencido quem desiste de lutar

09
Set 14

Com a FICABEIRA de Arganil encerrou-se o ciclo das Mostras das actividades económicas, sociais e culturais da Beira Serra que integraram também a FACIT (Tábua), a EXPOH (Oliveira do Hospital) e a Feira das Tasquinhas em Góis.

De relevar a extrema importância que estas iniciativas exercem na consolidação deste Território como um espaço de referência e como exemplo de dinamismo e empreendedorismo, cujos frutos decorrem das amplas parcerias que a nível local foram sendo construídas e estimuladas.

De destacar o papel que estes eventos desempenham no reforço da própria auto-estima das populações não só decorrente dos momentos de convívio e de partilha que se constroem entre os residentes e os que anualmente regressam à sua terra natal, reforçando os laços que os unem, mas também pela oportunidade que têm de dar visibilidade ao trabalho que desenvolvem ao longo do ano.

Com efeito, qual é o cidadão que não sente um pouco de vaidade e orgulho em demonstrar os resultados do empenho e dedicação que empresta às Associações em que participa ou em divulgar a excelência dos produtos e serviços que presta no âmbito da sua actividade profissional.

A importância económica destes certames destaca-se também pelo programa de animação que têm associado, através do qual aumenta a capacidade de atrair publico com o intuito de gerar um movimento que contribua para a dinamização do comércio local, não só nestes dias mas ao longo do ano, já que a promoção e a maior visibilidade que a presença de programas recreativos televisivos conferem aos respectivos Concelhos, assim o permite.

A realização destas e outras Mostras, demonstra que a Beira Serra é uma Região em progresso, com grande vitalidade, com empresários e dirigentes associativos que não se resignam e resistem estoicamente às dificuldades do dia-a-dia e aos condicionalismos que afectam estes territórios do Interior.

Na Beira Serra, a valorização do potencial endógeno, a criação de iniciativas empresariais, a inovação e o empreendedorismo, não constituem meras referências em discursos de circunstância, pelo contrário, é uma realidade permanente que tem ajudado a transformar esse potencial em produto com valor de mercado, gerador de riqueza e de postos de trabalho.

É pois tempo de seguir este exemplo motivador e incentivador para que quem aqui se fixou, dê continuidade aos seus projectos de vida, contrariando a tendência que se tem assistido nas ultimas décadas, sendo para tal fundamental passar dos discursos à prática e entender esta mensagem de esperança no futuro, da vontade, do querer e do espírito de resiliência que a Região, através das suas Feiras anuais, está a transmitir ao exterior.

 

Publicado no Diário de Coimbra em 09.09.2014

publicado por miguelventura às 17:34
 O que é? |  O que é? | favorito

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30


Acessos

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO