Só é vencido quem desiste de lutar

21
Abr 15

A recente validação da Estratégia que o GAL ADIBER / Beira Serra14-20 apresentou no âmbito do Concurso para o DLBC, instrumento financeiro que se alicerça na abordagem LEADER, abre novas perspectivas para este Território.

Este importante passo na consolidação de um processo de desenvolvimento promovido pelas comunidades locais vem dar relevância às capacidades e competências instaladas nos territórios de baixas densidades, as quais, sendo estimuladas para um envolvimento activo na definição do seu futuro colectivo, se sentem mais motivadas e, simultaneamente, co-responsabilizadas em contribuir para o sucesso das politicas publicas que lhes são dirigidas.

O trabalho de proximidade e de auscultação dos actores desenvolvido nos últimos meses e que permitiu a concepção de uma estratégia participada que responde aos anseios e ao compromisso assumido com a Beira Serra, foi assim reconhecido como um modelo de acção que se coaduna com a lógica “bottom-up” subjacente ao DLBC.

Apesar das limitações colocadas a este instrumento, nomeadamente ao nível do apoio às micro-empresas e ao associativismo, no que poderá ser considerado como um retrocesso no trabalho dos GAL desde há de 20 anos, cremos que estão lançados os dados para que, com empenho, determinação, e criatividade, se prossiga uma intervenção que tem impactos positivos no progresso do mundo rural, afirmando a sua importância e do seu potencial num contexto de promoção da coesão territorial.

Decorrente das intervenções LEADER hoje estas Regiões estão melhor. Que não haja duvidas deste facto!

Basta conhecer os investimentos realizados por empresários que apostaram na dinamização económica e na competitividade dos seus territórios, através de iniciativas promotoras de riqueza e empregos e que transformam o potencial endógeno em produtos com valor de mercado.

Ou as acções promovidas pelas Associações que garantem a preservação das tradições locais ou impulsionam actividades dirigidas aos mais jovens, facilitando o seu acesso às mesmas oportunidades disponíveis nos centro urbanos.

Os exemplos da dinâmica empreendida pelos jovens da Liga de Travanca de Lagos ou pelos dirigentes do C.O.J.A. são a prova deste facto, na medida em que não se resignando face à sua realidade, assumiram a responsabilidade de desenvolver projectos de modernização de equipamentos, tornando-os mais atractivos e condicentes com as exigências actuais, aliciando os mais jovens para a prática de actividades culturais e desportivas em condições de excelência.

São estes testemunhos que nos movem e fazem acreditar que os territórios rurais continuam a ter futuro. Assim todos tenhamos essa noção e estaremos, colectivamente, preparados para dar novos passos nessa direcção, porque as pessoas que servimos o merecem.

 

Publicado no Diário de Coimbra em 21.04.2015

publicado por miguelventura às 20:00
 O que é? |  O que é? | favorito

Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Acessos

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO