Só é vencido quem desiste de lutar

26
Ago 14

Por iniciativa do Presidente da União de Freguesias de Côja e Barril de Alva, irá decorrer no próximo dia 30 de Agosto um debate sobre a importância que o sector turístico poderá assumir na dinamização económica e social desta vila do Concelho de Arganil.

Com efeito, num momento em que finda mais uma época alta do Turismo nesta Região e quando estão em discussão e preparação as Estratégias de Desenvolvimento, locais e regionais, que orientarão a aplicação dos fundos comunitários disponíveis até 2020, é gratificante verificar que os poderes públicos mais próximos das populações e dos problemas, também se preocupam em discutir o seu futuro e em descobrir novos caminhos que conduzam a uma melhor qualidade de vida de quem vive nos seus territórios.

Após um período marcado pelo colapso industrial da vila de Côja, importa dar resposta aos dilemas que entretanto emergiram e encontrar novas oportunidades facilitadoras da fixação da população, sobretudo a mais jovem, com base no aproveitamento de riquezas endógenas únicas, que distinguem e colocam esta zona em lugar de destaque entre as que apresentam uma oferta diversificada e um elevado potencial de atracção de visitantes.

A Serra do Açôr, o Vale do Alva, a Área de Paisagem Protegida, a Aldeia Histórica do Piódão, as Aldeias do Xisto, a riqueza do património natural, rural, arquitectónico e histórico, a excelência da gastronomia, a cultura e as tradições, a existência de novas unidades de alojamento de qualidade, são alguns dos exemplos do que de melhor o Alto Concelho de Arganil, de que Côja é o principal pólo urbano, tem para partilhar com quem o visita, aliado, claro está, à hospitalidade e à arte de bem receber das suas gentes.

Este Colóquio deverá assim constituir-se como um contributo fundamental para o processo de estruturação de toda a oferta, para o que se torna determinante mobilizar e envolver os actores que já estão no terreno que, no âmbito de uma plataforma de colaboração e cooperação, possam potenciar ganhos de escala que visem aumentar a competitividade e a sustentabilidade dos seus investimentos e/ou equipamentos.

Por outro lado, torna-se essencial identificar as lacunas existentes e modelos de atracção de novos empreendedores que, em complementaridade com os já instalados, criem novos empregos, riqueza e provoquem uma dinâmica mais intensa, reduzindo a forte sazonalidade que caracteriza o sector e desmotiva todos os agentes que lhe estão associados

Enquanto a discussão não acontece, regista-se a preocupação dos responsáveis de uma Freguesia que não se resignam e assumem uma atitude pró-activa na busca de soluções que possam devolver uma nova vida à vila de Côja e à sua zona de influência.

Sem duvida, um exemplo a seguir.

 

Publicado no Diário de Coimbra em 26.08.2014

publicado por miguelventura às 20:00
 O que é? |  O que é? | favorito

Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Acessos

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO